Qual o filme brasileiro com maior bilheteria? Veja os 5 mais aqui

A bilheteria é o que faz com que um filme se pague, e isso pode garantir continuações, ou enterrar um nome para sempre. Vemos lá fora filmes com bilheterias bilionárias, mas como é aqui no Brasil? Hoje vamos falar qual o filme brasileiro com maior bilheteria.

Vamos focar aqui nos 5 filmes que mais conseguiram faturar, e essa lista pode surpreender já que ela mistura sucessos do passado igualmente com filmes mais atuais. Mostrando que o cinema brasileiro consegue manter uma qualidade ímpar já a muito tempo.

O filme brasileiro com maior bilheteria

Antes de irmos para a lista, temos que fazer uma pequena nota aqui. Existem dois filmes que originalmente estariam nessa lista, sendo eles Os Dez Mandamentos e Nada a Perder, cinebiografia do bispo Edir Macedo.

Os dois filmes fizeram uma grande bilheteria, mas vão ficar de fora por conta das polêmicas envolvendo as salas de cinema vazias, onde supostamente os ingressos teriam sido comprados, mas as pessoas não teriam ido assistir os filmes. 

filme brasileiro com maior bilheteria

A Dama da Lotação

“A Dama do Lotação” é um filme brasileiro dirigido por Neville de Almeida e lançado em 1978. O filme é baseado no conto “A Dama do Lotação” de Nelson Rodrigues. O elenco principal inclui Sônia Braga, Nuno Leal Maia e Jorge Dória.

O enredo gira em torno de uma mulher chamada Solange, interpretada por Sônia Braga, que é casada com um homem mais velho e entediada com seu casamento monótono. Ela começa a se envolver em encontros casuais em trens suburbanos, conhecidos como “lotações”. A trama aborda temas como o desejo feminino, a repressão sexual e as contradições sociais.

Não se sabe exatamente quanto de dinheiro esse filme fez, estamos falando de um período conturbado na história do país, mas sabe-se que ele foi visto por 6,5 milhões de espectadores, o que coloca A Dama da Lotação em quinto lugar em qual o filme brasileiro com maior bilheteria.

Minha Mãe é uma peça 2

“Minha Mãe é uma Peça 2” é um filme brasileiro lançado em 2016, dirigido por César Rodrigues e estrelado por Paulo Gustavo. O filme é a continuação de “Minha Mãe é uma Peça” (2013) e foi um sucesso absoluto.

A trama gira em torno do personagem Dona Hermínia, interpretado por Paulo Gustavo, uma mãe divertida e irreverente. Neste segundo filme, Dona Hermínia enfrenta novos desafios, como a saída dos filhos de casa e a chegada de um neto. A comédia é marcada pelo humor carismático e pelos conflitos familiares, mantendo o estilo leve e descontraído do primeiro filme.

O filme foi visto por 9,3 milhões de pessoas e fez 124 milhões de reais nos cinemas, e com isso minha mãe é uma peça que fica em quarto na nossa lista de qual o filme brasileiro com maior bilheteria.

Dona Flor e seus Dois Maridos

“Dona Flor e Seus Dois Maridos” é um filme brasileiro lançado em 1976, dirigido por Bruno Barreto e baseado na obra homônima do escritor Jorge Amado. O filme é uma comédia dramática que mistura elementos de comédia, erotismo e crítica social.

A trama se passa na cidade de Salvador, Bahia, e segue a história de Dona Flor, interpretada por Sônia Braga. Após a morte de seu primeiro marido, Vadinho, um homem boêmio e mulherengo, Dona Flor se casa novamente com Teodoro, um farmacêutico sério e dedicado. A situação se complica quando Vadinho retorna como um fantasma e passa a conviver com Dona Flor e seu novo marido.

O filme aborda temas como o desejo, a saudade e as complexidades dos relacionamentos humanos, explorando o contraste entre a vivacidade de Vadinho e a estabilidade de Teodoro. “Dona Flor e Seus Dois Maridos” foi um grande sucesso de público e crítica, tornando-se um clássico do cinema brasileiro.

No que diz respeito a bilheteria, esse filme entra no mesmo de A Dama da Lotação, então não temos números da parte de dinheiro, mas sabemos que o filme foi visto por 10,7 milhões de pessoas, e mais que isso, Dona Flor e seus dois Maridos foi o filme brasileiro com maior bilheteria por 34 anos, até ser passado pelo próximo nome dessa lista. 

Tropa de Elite 2

“Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro” é um filme brasileiro lançado em 2010, dirigido por José Padilha e estrelado por Wagner Moura como o Capitão Nascimento. Este é o segundo filme da franquia “Tropa de Elite”, sendo uma continuação do sucesso de 2007, “Tropa de Elite”. O roteiro aborda questões de corrupção e violência policial no contexto do Rio de Janeiro.

O filme segue o ex-capitão Nascimento, agora Tenente Coronel, enfrentando não apenas o tráfico de drogas nas favelas, mas também a corrupção policial e política que alimenta o problema. “Tropa de Elite 2” é conhecido por sua narrativa intensa, abordando temas sociais complexos e políticos.

O filme foi o primeiro a quebrar o recorde de Dona Flor e seus Dois Maridos, sendo visto por 11,2 milhões de espectadores e lucrando 104 milhões, se tornando o filme brasileiro com maior bilheteria, mas não para sempre.

Minha Mãe é uma Peça 3

“Minha Mãe é uma Peça 3” é um filme brasileiro lançado em 2019, dirigido por Susana Garcia e estrelado por Paulo Gustavo. O filme é o terceiro da popular franquia de comédia brasileira, que segue as aventuras da personagem Dona Hermínia, interpretada por Paulo Gustavo.

Esse infelizmente acaba sendo o último longa de Paulo Gustavo, que viria a falecer por complicações do Covid algum tempo depois.

Na trama, Dona Hermínia enfrenta novos desafios enquanto seus filhos lidam com questões familiares e pessoais. A comédia é marcada pelo humor característico do personagem, misturando situações engraçadas com elementos emotivos.

O filme foi visto por 11,3 milhões de pessoas e fez impressionantes 143,9 milhões de reais nas bilheterias, e sustenta hoje o título de filme brasileiro com maior bilheteria. 

luana moraes redatora do quintal da noticia

By Jornalista Luana Moraes

Luana Moraes é uma jornalista brasileira, com pós-graduação em Jornalismo Investigativo. Ela é apaixonada por escrever sobre notícias e temas políticos e sociais, e dedica-se a isso diariamente em sua carreira no quintal da notícia. Seu trabalho já teve grande repercussão na mídia nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *